Carlos Carvalho Cavalheiro - Trabalhos Publicados

 

 

Folclore em Sorocaba - 1999 (esgotado)

 

Um panorama das manifestações folclóricas presentes na cidade de Sorocaba. Festas populares, personagens e tipos populares, lendas, histórias, ditados populares, crenças, folcloristas... Único livro que retrata as mais variadas manifestações folclóricas de Sorocaba numa única obra. Editado em 1999 pela Prefeitura Municipal de Sorocaba.

 

Cantadores - 2000 (esgotado)

 

CD que reúne grupos folclóricos de Sorocaba e região. Folia de Reis, Folia do Divino, Capoeira Angola, Banda de São Benedito, Fandango, Cururu, Dança de São Gonçalo e a rezadeira Dona Dedé cantando o terço e toadas de Folia de Reis. Cidades participantes do projeto: Sorocaba, Tatuí, Porto Feliz, Araçoiaba da Serra e Itu. Produzido e pesquisado por Carlos Carvalho Cavalheiro. Apoio Institucional da LINC de Sorocaba - 2000.
 
Salvadora! - 2001

 

Através de um trabalho de pesquisa extremamente criterioso e imparcial, o jovem historiador Carlos C. Cavalheiro reconstrói um período "nebuloso" da história de Sorocaba e relaciona uma série de acontecimentos marcantes levando o leitor a experimentar as sensações de terror, euforia e vitórias que fizeram parte do dia-a-dia daqueles que defendiam as classes menos favorecidas.

Salvadora Lopes, líder operária, comunista, defensora ferrenha dos ideais de liberdade é retratada neste livro com riquezas de detalhes e situada em um cenário real, muito bem documentado.

Leitura obrigatória para todas as consciências que anseiam pela liberdade e pela igualdade entre os homens.

 
Descobrindo o Folclore - 2002

 

Lendas, músicas, festas, brincadeiras - o universo rico e diversificado do Folclore Brasileiro é apresentado por Carlos C. Cavalheiro de uma forma leve e dinâmica, mas com a devida seriedade e respeito aos aspectos pedagógicos, buscando exaltar nossa cultura popular e valorizar as tradições de nossa terra. Com um texto agradável, muito apropriado ao público infanto-juvenil, o autor sabe como reter a atenção dos jovens estudantes e dedica, ainda nesta obra, uma seção especial para os educadores, definindo os principais aspectos de nosso Folclore e sugerindo atividades para trabalhos em sala de aula.

Pesquisador e divulgador incansável de nossa 'brasilidade', o autor orgulha-se em defender o bem mais precioso que um povo pode ter: sua própria identidade.

Leiam, os que forem brasileiros!

 
Scenas da Escravidão - 2006

 

"Scenas da Escravidão"...

Captura, humilhação, desesperança, servidão, morte.

Em Sorocaba, a utilização da mais indigna das formas de exploração do trabalho humano se fez presente e deixou, na História, suas marcas cruéis e inconfundíveis.

"Scenas da Escravidão"...

Abolicionistas, humanistas, lutas, fugas, quilombos.

Dentro de cada um de nós, brancos, negros ou mestiços, descendentes dos escravos ou dos senhores, existe a parcela da herança com a qual temos, irremediavelmente que conviver: somos todos escravos. Escravos dos preconceitos e dos medos que acorrentam e atormentam nossas mentes e almas.

"Scenas da Escravidão" traz à luz a história daqueles que sofreram as dores de serem escravos e senhores e, nas entrelinhas, deixa transparecer nosso destino: a verdadeira libertação.

 
Folia de Reis em Sorocaba - 2007

 

 

A História do Preto Pio e a Fuga de Escravos de Capivari,

                   Porto Feliz e Sorocaba - 2007

 

 

 

Memória Operária - 2009

(15 x 21 cm - 274 páginas)

 

Consequência da chamada Revolução Industrial, o surgimento da classe operária inaugurou um período da História caracterizado pelo estabelecimento de novas relações, novos valores e inéditas formas de pensar a mão de obra humana.
Os interesses, em permanente conflito, motivaram um sem número de manifestações por parte dos operários, tendo como meta a conquista de boas condições de trabalho e justa remuneração.
Apesar de necessidades e interesses comuns, a classe operária não compartilha a consciência da imensa força que subsiste em cada um de seus pares. Força que pode mover - mais do que as máquinas - a grande engrenagem social.
A busca pela realização de todos os anseios reside, em última análise, na cruzada pela conquista da sua identidade, que, enfim, propiciará negociações de reais valores e de justas medidas.
Um passo de cada vez... Em seu devido tempo, a Memória Operária cumprirá o seu papel emancipador, em reverência a todos aqueles que, em dias difíceis, ousaram oferecer seus nomes à História.

 

 

   Histórias Que Não Se Contam Mais - 2009/2010

(10 x 15 cm - 40 páginas) - 2 volumes